domingo, julho 31, 2011

Observo a mim mesmo em silêncio


Porque é nele onde mais e melhor se diz
Me ensino a ser mais tolerante, não julgar ninguém
E com isso ser mais feliz

Sendo aquele que sempre traz amor
Sendo aquele que sempre traz sorrisos. E permanecendo tranquilo aonde for. Paciente, confiante, intuitivo
Faço de mim
Parte do segredo do universo
Junto à todas as outras coisas as quais
Admiro e converso

Preencho meu peito com luz
Alimento o corpo e a alma
Percebo que no não-possuir
Se encontram a paz e a calma

E sigo por aí viajante
Habitante de um lar sem muros
O passado eu deixei nesse instante
E com ele meus planos futuros
Pra seguir

Música: Morada-Forfun

segunda-feira, julho 11, 2011

Aprendi



Aprendi com os meus próprios erros que sofrer não torna mais poético, chorar não deixa mais aliviado e implorar não traz ninguém de volta. Aprendi também que por mais que você queria muito alguém, ninguém vale tanto a pena a ponto de você deixar de se querer
      Tati Bernardi




domingo, julho 03, 2011

Eu te convido

...a me conhecer melhor, sei que não devo provar a ninguém, quem sou, quais os meus verdadeiros valores, mas sinto  a necessidade de mostrar isso a você, para de tentar me conhecer apenas pelas entrelinhas. 


Sou muito mais do que os seus olhos vêem, sério não estou sendo convencida, as circunstâncias da vida, as surpresas e as peças que a vida nos prega, levam  muitas pessoas a fazer  pré-conceitos do desconhecido, isso é normal, quem nunca fez  que atire a primeira pedra, mas atire em você mesmo, pois sempre vamos fazer isso,  é nato no ser humano, mas podemos nos condicionar a fazer diferente procurando conhecer, antes de fazer pré-julgamentos do desconhecido. As experiências da vida, nos convida a amadurecer a nos tornar pessoas melhores a cada dia, mas como toda regra existem as excessões, sempre vai existir aquele alguém que não aprende com os seus tropeços, com suas quedas e ficam aprisionados a  coisas do passado, mas eu posso te garantir, eu aprendi com todas elas. Eu cresci, amadureci e vi que fui apenas vítima, de todas elas, e por esse motivo hoje eu te convido a me conhecer melhor mas dessa vez sem máscaras, sem me vigiar, sem estar escondido(a) por detrás de alguém é mais digo, é mais limpo.

Entra pode entrar, mas entra pela porta da frente